Resultados 1 a 1 de 1

Tópico: Amor Universal

  1. #1
    Membro Sênior
    Avatar de Shintaro
    Data de Ingresso
    Feb 2013
    Posts
    397
    Pontos: 15.495, Level: 54
    Atividade geral: 46,0%
    Conquistas:
    Engajado(a) na comunidade Social Tagger - Segunda Classe 10000 Pontos de Experiência Criador(a) de conteúdo - Júnior

    Padrão Amor Universal

    Amor Universal

    Lembro-me de nosso primeiro beijo. Não foi assim, digno dos mais louváveis sonetos, mas foi íntimo e inocente; toque com toque, hoje dito “selinho”. Porém, mais fixo em minha memória foi a diversão infante que vi no ato de beijar, quando você, toda morena, beijou meus lábios róseos. É que criança vemos brincadeira em tudo. Sei que talvez você não fosse assim, pois moças crescem de maneira lépida e prazenteira, dando a conhecer para quê vieram ao mundo muito antes de pessoas como eu saberem o que é ser adulto. Mas vi divertimento neste momento porque encontrei graça em sua beleza africana e como ela se imiscuía a minha aparência europeia. Claro que só muito depois fui conseguir contextualizar este momento sabendo sobre a rica e inestimável terra africana e sua cultura tão digna. Mas não esqueço este singelo gesto de amor muito antes que conseguíssemos saber o que era isso. Acredito ter sido o instante mais repleto de bonomia durante muito tempo de minha constante narrativa; quando, em meio a uma praça largada pela prefeitura nos escondemos por entre brinquedos carcomidos pela ferrugem, e em um fugaz gesto alicerçamos o prédio do amor universal. Quando seus cabelos curtos fizeram cócegas em meu rosto e que me deixaram aquela suave lembrança aromática de seu cheiro; quando você colocou a mãozinha na boca como que em um gesto de susto e então sorriu para que depois corresse projetando sua felicidade em gargalhadas. Claro que só pude me apropriar de todo este conteúdo quando adulto, quando signifiquei todos os tragos de eternidade que me deixou gravado na memória; Quando criança vamos levando a vida de maneira lúdica e despreocupada. Mas estes traços ficaram gravados em minha mente de forma irremediável e marcaram toda minha vida. Depois disso, quando já adulto, como que em um impulso inconsciente que só muito depois fui entender, estudei cada pormenor deste inefável continente como que em busca de você, que a mim se afigurou como personificação daquele sentimento jamais externalizado e que me fez, desde muito antes de saber o que é viver em um mundo maculado pela segregação em castas de amor, entender o que é o sentimento cosmopolita e universal.

    Pietro Sanchini
    Última edição por Shintaro; 08-02-2018 às 22:23.
    "Afinal que é o homem dentro da natureza? Nada, em relação ao infinito; tudo, em relação ao nada; um ponto intermediário entre o tudo e o nada. Infinitamente incapaz de compreender os extremos, tanto o fim das coisas quanto o seu princípio permanecem ocultos num segredo impenetrável, e é-lhe igualmente impossível ver o nada de onde saiu e o infinito que o envolve".

    (Pensamentos - Blaise Pascal)

  2. Os seguintes 2 usuários agradeceram à Shintaro por este post:

    lureinhardt (08-02-2018), Walker (08-02-2018)

Marcadores

Permissões de Postagem

Sobre nós
© 2006 - 2018. tocadacoruja.net

  • » FAQ
  • » Manual do Fórum
  • redes sociais