• 10 filmes de super-heróis da Marvel e da DC que nunca saíram do papel!


    Tanto a Marvel quanto a DC estão dominando um grande monopólio das adaptações cinematográficas de quadrinhos. Tudo que as duas empresas anunciam é quase garantia de sucesso. Porém, isso não impediu que, ao longo dos anos, vários projetos fossem anunciados e cancelados... e resolvemos listar alguns aqui!

    Para dar uma maior variada na lista, contaremos apenas um item para cada personagem, de modo que outros heróis (como Batman e Homem-Aranha, por exemplo) já tiveram mais projetos cancelados do que o mostrado na matéria.


    Fugitivos


    Os Fugitivos são uma equipe relativamente nova e desconhecida no Universo Marvel. Contudo, eles são lembrados por quase terem iniciado a leva de filmes da Marvel Studios. O projeto teria sido iniciado, com roteiro de Brian K. Vaughn (criador dos personagens) e produção de Kevin Feige, mas teve de ser adiado.

    Com o sucesso do primeiro Homem de Ferro, o projeto voltou à ativa, e Drew Pearce - que depois seria realocado para Homem de Ferro 3 - foi contratado para reescrever o roteiro. Os anos se passaram e o filme chegou perto de escolher um elenco, mas o projeto nunca saiu da gaveta.



    Mulher Maravilha de Joss Whedon


    Antes de ser o cara por trás d'Os Vingadores e sua continuação, duas das maiores bilheterias de todos os tempos, Joss Whedon era um fã normal de quadrinhos, que por volta de 2005, recebeu a chance da Warner Bros de trabalhar num filme da Mulher Maravilha.

    Porém, essa chance acabou não saindo do papel, uma vez que Whedon e os produtores nunca chegaram a um acordo sobre que tipo de filme seria. A ideia inicial era trazer Cobie Smulders no papel da heroína, e fazer um filme mais humanitário e menos focado na ação. Rumores dizem que a Warner ainda está em posso do roteiro.



    Homem de Ferro de Quentin Tarantino


    Apenas imaginem o nível de empolgação dos cinéfilos e dos fãs de quadrinhos caso fosse anunciado um filme de super-heróis dirigido por Quentin Tarantino. Pois bem, e foi exatamente isso que aconteceu: em 1999, a Fox (que detinha os direitos do Homem de Ferro, na época) estava interessada em fazer um filme do personagem estrelado por Tom Cruise e dirigido pelo realizador de Cães de Aluguel e Pulp Fiction.

    Porém, após três anos de espera no limbo dos projetos do estúdio, o diretor desistiu do filme, e a Fox revendeu os direitos do Homem de Ferro para sua atual dona, a própria Marvel.



    Superman: Flyby, de J. J. Abrams


    Muito se fala a respeito de Superman Lives, o filme de Tim Burton que contaria com Nicolas Cage no papel de Homem de Aço, e também foi cancelado, mas grande parte dos fãs se esquecem de algo que tinha um potencial ainda maior: o filme cancelado de J. J. Abrams sobre o Superman.

    Subtitulado Flyby, o filme passou de 2002 a 2004 em desenvolvimento, e contou com testes para Henry Cavill e Amy Adams (que seriam depois escalados nos papeis principais em Homem de Aço), e como boa parte dos filmes da lista, não saiu do papel porque os produtores da Warner não gostavam do caminho tomado pelo diretor. Tudo foi por água abaixo depois que Bryan Singer surgiu com a ideia para seu Superman: O Retorno.



    Doutor Estranho, de Neil Gaiman e Guillermo Del Toro


    Hoje, os fãs do personagem estão contentes ao ver o desenvolvimento do filme solo de Doutor Estranho, que já está em meio às gravações e conta com um dos melhores elencos vistos no estúdio. Mas, em 2007, algo igualmente épico poderia ter surgido.

    Neil Gaiman, após ter escrito 1602 e Eternos para a Marvel, foi escalado para roteirizar um filme do Doutor Estranho. Depois de uma visita ao set de Hellboy 2, ele trouxe para o projeto o diretor Guillermo Del Toro. Contudo, meses depois, Del Toro assinou contratos para dirigir os filmes da série O Hobbit - algo que também foi deixado pra trás - e o filme simplesmente deixou de existir, como mágica.



    Ano Um, de Darren Aronofsky


    Antes de Christopher Nolan mudar o rumo atual do cinema de adaptações com sua trilogia do Cavaleiro das Trevas, a Warner pretendia lançar uma adaptação da obra seminal de Frank Miller e David Mazzucchelli, Batman: Ano Um, com o próprio Miller colaborando no roteiro. O filme traria várias mudanças em relação ao personagem dos quadrinhos.

    Por exemplo, em sua origem, Bruce se tornaria morador de rua após a morte de seus pais, e acabaria sendo "adotado" por Alfred, que o deixaria morar em sua garagem, onde ele leria vários livros de combate e resolveria lutar contra o crime. Porém, a Warner é conhecida por anunciar projetos e cancelá-los dias antes de começarem as filmagens. E assim aconteceu. Batman: Ano Um virou Batman & Superman, que eventualmente se tornou Batman Begins.



    Homem-Aranha 4


    Tendo trabalhado com um vilão que odiava profundamente no terceiro filme da franquia, algo que até hoje é usado para justificar a baixa qualidade de Homem-Aranha 3, Sam Raimi resolveu que iria fazer algo novo e renovar a esperança dos fãs, com Homem-Aranha 4.

    O principal motivo para o cancelamento estava no roteiro do filme, que não foi aprovado pela Sony. Entre os vilões, podíamos esperar o Abutre, a Gata Negra e até mesmo o Lagarto. Porém, uma vez cancelado, a Sony resolveu chutar Sam Raimi da franquia e reiniciá-la, nas mãos de Marc Webb.



    Green Arrow: Escape From Supermax


    Em um dos projetos mais adorados nunca realizados, David Goyer, famoso pelos roteiros da trilogia do Cavaleiro das Trevas, iria trazer o Arqueiro Verde em um filme ambicioso. Na história, Oliver Queen seria incriminado injustamente e preso na penitenciária conhecida como Supermax. O problema? Vários criminosos estariam lá.

    O filme teria sido o maior crossover de quadrinhos da história, mas a Warner não demonstrou interesse e ele logo foi cancelado. O que, de certa forma, pode ser visto como algo bom, pois se não fosse por isso, hoje, talvez não tivéssemos Arrow e Flash.



    X-Men Origens: Magneto


    É controverso colocar esse filme em especial nessa lista, uma vez que, ainda que não tenha saído conforme o planejamento original, grande parte da história e das ideias originais foram utilizadas em X-Men: Primeira Classe. Após o lançamento do primeiro filme solo do Wolverine, a Fox resolveu que o próximo na esteira dos filmes solos contaria as origens de Magneto, se passando inteiramente na Guerra Fria e explicando a virada dramática na história do personagem.

    Porém, o principal motivo para o projeto não ter seguido foi a famigerada Greve dos Roteiristas, que afetou estruturalmente o cinema Hollywoodiano. Traços seriam incorporados a X-Men: Primeira Classe, e como o resultado final foi muito satisfatório, nem reclamamos.



    Liga da Justiça: Mortal, por George Miller


    A maior decepção, sem dúvidas, de qualquer fã da DC Comics é saber que o projeto de George Miller - criador de Mad Max - para um filme da Liga da Justiça morreu na praia, também influenciado pela greve dos roteiristas.

    O filme teria Armie Hammer como Batman, Megan Gale como Mulher Maravilha, D. J. Cotrona como Superman, Adam Brody como Flash, Santiago Cabrera como Aquaman, Common como Lanterna Verde, dentre outros.


  • Mobile


  • Twitter

  • Facebook


  • Google+

  • Estatísticas

    Total de Membros: 15,042
    Total de tópicos: 27,685
    Total de Posts: 172,135
    Usuários Online: 21

    Novo Membro: Bruno Martins
Sobre nós
© 2006 - 2017. tocadacoruja.net

  • » FAQ
  • » Manual do Fórum
  • » Parcerias
  • redes sociais